ArquiteturaPaisagismoUrbanismo

A Casa das Três Árvores

16 de fevereiro de 2016

Localizada em uma área de terras verdes com grandes árvores, a casa encontra-se – como um garfo – entre três grandes árvores. A premissa para a escolha de situar o edifício entre as árvores era preservá-las, assim como aproveitar o entorno natural das proximidades das áreas habitacionais. A casa é concebida como um conjunto de dois blocos retangulares, com uma orientação leste ao bloco dianteiro e uma orientação oeste na parte traseira.

Ambos estão conectados por um estreito e transparente bloco de escada. A maior árvore das três, uma árvore florida Kachnar (bauhinia), torna-se a peça central do espaço do pátio. O sombreamento norte está orientado a um pátio que é ocupado ainda mais com os diferentes cômodos frente a ele, junto à grande copa suspensa que proporciona um constante jogo de luzes e sombras. Experimentado a partir da parte interior da casa, este espaço oferece um sentido maior de abertura no interior e também desenvolve constantes mudanças de vistas ao ar livre, assim como da construção, como se um se movesse  ao redor da casa e verticalmente entre os diferentes níveis dela

03_IMG_1961_pro_ad

O  bloco frontal leste possui as funções públicas, como o hall de entrada, copa e bar, os quais localizam-se de frente para o grande jardim, assim como para um pátio relativamente íntimo. O bloco posterior tem uma grande área de estar para a família, de pé direito duplo e que se abre ao pátio e à varanda da piscina, além de dois dormitórios que tem acesso ao jardim posterior. O pavimento superior conta com quatro dormitórios, sala de descanso e uma sala de estar para que a família se reúna. O ginásio e o pavilhão da sauna encontram-se ao outro lado da piscina, ao longo da face norte da propriedade.

05_IMG_2252_pro_ad

Uma das necessidades dos clientes era uma grande e nobre sala formal, com um desenho direcionado ao exterior do jardim. Isto deu lugar a três lados abertos de 6 metros de altura, uma lanterna com vistas demarcadas ao pitoresco espaço do jardim frontal no leste, e a parte da piscina cheia de acontecimentos no lado oeste.

08_IMG_2043_pro_ad

14_IMG_2073_pro_ad

Dentro deste entorno ímpar e exuberante, o duro e monolítico desenho da paisagem predominante cria um contraponto deliberado na experiência. A fachada do edifício também transforma-se en parte deste contraponto, especialmente a nível do térreo, onde, de vez em quando, as grandes paredes de painéis revestidos de pedra verticalmente sulcadas, demarcam a extensão do espaço aberto. Os jardins frontal e posterior, em grande parte, intocados, estão ancorados por duas árvores ficus anacrônicos que atuam como um generoso primeiro plano para a casa. É o pátio, com sua piscina de borda infinita e plataformas flutuantes de madeira, que se acopla com ela com transparência na casa.

15_IMG_2077_aad

Construtora: Mr. Bharat Sawhney

Paisagismo: Design Process

Consultores Estruturais: P.Arora & Associates

Consultores Instalações: DADA & Partners

Fotos: Ranjan Sharma / Lightzone India

You may also like